Como tratar a DvW?

Existem tratamentos eficazes para todos os tipos de DvW. A seleção do tratamento é feita com base no tipo de DvW, na natureza e gravidade da hemorragia e no local de ocorrência da mesma. A seleção do tratamento adequado envolverá os profissionais de saúde, o doente e a sua família.

Frequentemente, as hemorragias ligeiras (por ex.: hemorragias nasais ou provenientes de hematomas) poderão não exigir tratamento. A maioria das pessoas com DvW poderá apenas necessitar de tratamento durante a realização de cirurgias ou na sequência de traumatismos.

Deverá procurar obter aconselhamento sobre o tratamento mais adequado num Centro de Referência de Coagulopatias Congénitas.

A desmopressina estimula a libertação dos fatores da coagulação armazenados, sendo frequentemente utilizada no tratamento de doentes com DvW do tipo 1 e alguns doentes do tipo 2. Aumenta os níveis de FvW para auxiliar a coagulação sanguínea. A desmopressina é utilizada com frequência para controlar a hemorragia durante a realização de cirurgias ou na sequência de traumatismos, não sendo adequada para todos os doentes.

Nas situações em que a utilização de desmopressina é ineficaz ou está contraindicada, são utilizados concentrados de FvW. Estes concentrados repõem o FvW em falta ou anómalo, de forma a ajudar a controlar a hemorragia. Os doentes de certos tipos de DvW ou os indivíduos com hemorragias graves são mais propensos à utilização de concentrados de FvW.

Os medicamentos antifibrinolíticos, como o ácido tranexâmico e o ácido aminocapróico, retardam a dissolução do coágulo sanguíneo.

A cola de fibrina pode ser utilizada para selar o local da hemorragia , podendo também ser útil após extração dentária.

Nas mulheres com menstruações muito abundantes, a utillização de alguns contracetivos, tais como os dispositivos intrauterinos, poderão por vezes diminuir a hemorragia.